Aviso

IPASEAL SAÚDE

Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Alagoas
Terça, 28 Setembro 2021 16:35

Mitos e Verdades sobre a Pressão Arterial

A expressão “pressão arterial”, às vezes referida também como “pressão sanguínea”, refere-se à pressão exercida pelo sangue circulante contra as paredes das artérias. Essa pressão é causada em parte pelo coração, que é o órgão muscular contrátil que impulsiona o sangue para as artérias.

Você sabia que o controle da pressão arterial reduz em 42% o risco de derrame e em 15% o risco de infarto? Fonte: SBC (Sociedade Brasileira de Cardiologia).

  1. 1.Retirar o sal da comida evita o aumento da pressão arterial?

MITO. O sal que colocamos na comida é apenas um dos fatores de risco para a hipertensão. É preciso ficar alerta para o sódio contido em outros alimentos, principalmente os industrializados, como macarrões instantâneos, temperos prontos e lasanhas congeladas, que concentram quantidades altíssimas desse mineral.

  1. 2.O estresse aumenta a pressão arterial

VERDADE. O estresse aumenta a estimulação do sistema nervoso simpático e, consequentemente, provoca elevação da pressão arterial, redução da circulação do sangue nas coronárias, aumento do consumo de oxigênio pelo músculo cardíaco e instabilidade elétrica no coração, podendo ocasionar arritmias cardíacas e infarto.

  1. 3.A hipertensão é mais comum entre as mulheres

MITO. No Brasil, verifica-se uma prevalência da doença em 35,8% dos homens e em 30% das mulheres. Porém, após a menopausa, a situação se inverte, com maior preponderância da doença entre elas. Isso porque, nessa fase, há diminuição da produção de estrogênio, protetor natural do sistema arterial.

  1. 4.O álcool prejudica o controle da pressão arterial

VERDADE. A relação está ligada à quantidade ingerida. O consumo excessivo de bebida alcoólica, claramente, eleva a Pressão Arterial e está associado a maior risco de morte por doenças cardíacas.

  1. 5.Hipertensão tem cura

MITO. O fator hereditário está presente em mais de 90% dos casos e, nesses, a hipertensão arterial não pode ser curada. No entanto, pode e deve ser controlada.

Conhecida como pressão alta, a HIPERTENSÃO ARTERIAL é uma doença crônica que ocorre quando a pressão sanguínea nas artérias é persistentemente elevada. A doença se caracteriza por valores das pressões MÁXIMA e MÍNIMA iguais a ou maiores que 14 por 9.

Entretanto, o novo parâmetro classifica como PRÉ-HIPERTENSO o indivíduo com pressão máxima entre 13 e 13,9 e mínima entre 8,5 e 8,9. A pressão IDEAL agora é a que registra números abaixo de 12 por 8.

A hipertensão é hereditária em 90% dos casos, mas há vários fatores que influenciam nos níveis de pressão arterial e estão associados ao desenvolvimento da doença, como obesidade, histórico familiar, estresse e envelhecimento.