Aviso

IPASEAL SAÚDE

Instituto de Assistência à Saúde dos Servidores do Estado de Alagoas
Quarta, 03 Novembro 2021 17:12

Tire algumas dúvidas sobre o exame de toque retal

Muitos homens ainda possuem dúvida sobre como é feito o exame de toque retal.

O toque da próstata (exame de toque retal) é um teste muito rápido (dura cerca de 10 segundos apenas), e ao contrário do que muitos homens pensam, não causa dor. Deste modo, não há motivos para ter receio ou deixar de fazê-lo.

Qual médico faz exame do toque retal?

O médico urologista é o responsável por diagnosticar e tratar doenças do sistema urinário, que inclui órgãos, como a bexiga e os rins, e canais, como a uretra e os ureteres.

Como é feito o exame do toque retal?

O médico introduz o dedo indicador no ânus do paciente para sentir a próstata, que está localizada na região à frente do reto. Ele utiliza uma luva de látex lubrificada, o que diminui o desconforto e evita a dor.

Mesmo sem indício de câncer, é preciso continuar fazendo os exames de toque retal anualmente

Estima-se que uma em cada seis pessoas com 75 anos tenham tumor na próstata. Sendo o segundo câncer mais comum em homens – perdendo apenas para o tumor de pele não-melanoma – são esperados mais de 52 mil diagnósticos por ano no país. Por isso a importância de fazer o exame todos os anos.

Exames de imagem podem detectar tumores pequenos na próstata.

Ao contrário de outros cânceres, como o de mama, o tumor na próstata não surge com apenas um foco concentrado. Ele possui diversos pontos pequenos, mais fáceis de serem detectados pelo exame de toque. Por isso apenas o exame de imagem não são suficientes para detectar tumores pequenos na próstata.

O exame retal requer que o paciente fique sempre em posição ginecológica?

Não. Existem várias opções de posições para o exame, como deitar o paciente de lado, de barriga pra cima, em pé, um pouco inclinado sobre uma superfície, etc. A posição é escolhida pelo médico e o paciente, analisando as limitações físicas e preferência do médico.

Toque retal

É um exame muito importante para detectar o câncer, pois, ao introduzir o dedo no ânus, o urologista consegue perceber a presença de um nódulo e até mesmo sentir a consistência da próstata. Identificando um tumor, o médico pede uma biópsia, que confirmará ou não a presença de um câncer.

É importante que, após os 50 anos, a recomendação de muitos médicos é a de que o exame de toque retal seja realizado anualmente. A idade cai para 45 anos caso existam casos de câncer de próstata em familiares, como pai e irmãos, diagnosticados antes dos 60 anos.